ABC das Vitaminas: Vitamina A

As vitaminas estão envolvidas em tantos processos no corpo humano, que às vezes podemos esquecer o quão importante elas são para manter nosso corpo em um estado de funcionamento ideal. Esta série irá discutir os prós e contras de vitaminas, o que elas fazem, o que acontece se você tem muito ou pouco em sua dieta e novas pesquisas sobre a sua eficácia em condições diversas. Nesta semana, vamos falar sobre a vitamina A.

para-que-serve-a-vitamina-a

O que Vitamina A faz?

A vitamina A é uma vitamina solúvel em gordura encontrada em muitos alimentos e que está envolvida na função imunológica, visão, reprodução e comunicação celular. A vitamina A vem em muitas formas, mas apenas a partir de duas fontes. Um grupo é encontrada em alimentos de origem animal. Estes são chamados retinóides. O outro grupo é encontrada em alimentos de origem vegetal. Estes são chamados os carotenóides e incluem o beta-caroteno. Dentro do corpo, o beta-caroteno é convertido em vitamina A  .

Uma das principais funções da vitamina A é auxiliar a visão. Isto acontece porque a retina humana tem quatro fotopigmentos que armazenam vitamina A. A rodopsina é um desses pigmentos e localiza-se nos bastonetes da retina. A rodopsina é responsável pelos bastonetes detectarem pequenas quantidades de luz, o que nos permite ver à noite e em condições de pouca iluminação. Retinol, a versão aldeído da vitamina A, é usada para a fabricação de rodopsina e também está envolvida nas reações que causam excitação visual, quando a luz que atinge os bastonetes do olho.

A vitamina A também suporta o crescimento celular, desempenha um papel crítico na formação e manutenção normal do coração, pulmões e rins. Ele também ajuda a formar e manter a pele saudável, dentes, tecido esquelético e suave, e membranas mucosas. Ele também pode ser necessária para a reprodução e amamentação.

 

Alimentos ricos em vitamina A

Existem muitos alimentos ricos em vitamina A e beta-caroteno. A vitamina A é encontrada em fontes animais como: ovos, carne, leite, queijo, nata, fígado, rim e bacalhau. Se beber leite desnatado deve notar-se que, em geral ele será enriquecido com vitamina A.

Fontes de beta-caroteno incluem frutas brilhantes, alaranjadas e amarelas, – como melão, toranja e damascos – e legumes – como cenoura, abóbora, batata doce e moranga. Outras boas fontes de beta-caroteno incluem brócolis, espinafre e a maioria dos outros vegetais verdes e folhosos escuros. Basta lembrar que quanto mais intensa for a cor de uma fruta ou vegetal, maior o teor de beta-caroteno.

Uma ótima alternativa para quem não consegue incluir esses alimentos todos dias em sua dieta são os suplementos multivitamínicos – principalmente, os que são de origem natural.

healthy-cooking-picjumbo-com

Deficiência de Vitamina A

Uma deficiência de Vitamina A devido a uma dieta pobre é bastante raro em países desenvolvidos. A deficiência pode ser atribuída a doenças inflamatórias como a doença de Crohn e doença celíaca, porque o tudo digestivo fica danificado e isso afeta a absorção de vitamina A. A deficiência de zinco, alcoolismo e doenças pancreáticas também podem afetar os níveis de vitamina A no organismo. Os nutrientes que podem ajudar com a absorção de vitamina A no corpo humano são as vitaminas B2, B3, B12, C, D, e E, assim como o magnésio, selênio, potássio, fósforo, carotenoides, iodo, tirosina, e zinco.

Como a vitamina A é um componente importante para a visão normal, deficiência de vitamina A pode causar cegueira noturna, ou pelo menos uma diminuição da capacidade de ver sob luz fraca. Deficiência de vitamina A também pode afetar o sistema imunológico, o que fará com que seu corpo tenha dificuldade em combater as infecções e curar feridas.

Os sintomas gerais de deficiência podem incluir olhos secos, cegueira noturna, diarréia e problemas de pele. Se você tiver sintomas de deficiência de vitamina A, precisa ver um profissional de saúde que possa solicitar exames de sangue para determinar se uma deficiência de vitamina A é o problema ou se existem outras causas.

Também é bom lembrar que vitaminas naturais são superior à vitaminas sintéticas. Então a melhor forma de obtê-las é pela comida ou suplementos de naturais.

Vitamina A  e Efeitos colaterais

Se você ingerir muita vitamina A, pode ficar doente. Grandes doses de vitamina A também pode causar defeitos de nascimento. O problema pode ocorrer quando milhares de UIs de vitamina A são tomadas de forma aleatória ou é excessivamente suplementada. Os sintomas de uma intoxicação crônica por vitamina A podem ocorrer em adultos que tomam regularmente mais de 25.000 UI (7.500 µg ) por dia este suplemento, por exemplo, possui uma dose diária de 465 µg e um bife de fígado de 100 g contém 7937 µg. Bebês e crianças são mais sensíveis à vitamina A e pode tornar-se doente depois de tomar doses menores de vitamina A ou produtos que contenham esse nutriente.

Por outro lado, de grandes quantidades de beta-caroteno não vai deixá-lo doente. Consumir grandes quantidades de beta-caroteno pode transformar a pele amarela ou laranja, embora. A mudança de cor da pele volta ao normal uma vez que a ingestão de beta-caroteno é reduzida.

Usos em pesquisas científicas

Os cientistas estão estudando a vitamina A para entender como ele afeta a saúde. Aqui estão alguns exemplos do que esta pesquisa mostrou:

Câncer: As pessoas que consomem grandes quantidades de alimentos que contenham beta-caroteno pode ter um menor risco de certos tipos de câncer, como câncer de pulmão ou câncer de próstata. Estudos ainda não demonstraram que a suplementação com vitamina A ou beta-caroteno podem ajudar a prevenir o câncer ou diminuir as chances de morrer desta doença.

Degeneração Macular Relacionada à Idade: degeneração macular relacionada à idade é uma das causas mais comuns de perda de visão em pessoas idosas. Entre as pessoas atingidas, um suplemento contendo grandes doses de beta-caroteno combinado com outros antioxidantes, zinco e cobre tem se mostrado promissor para diminuir a taxa de perda de visão.

Sarampo: Quando as crianças com deficiência de vitamina A tem  sarampo, a doença tende a ser mais grave. Nestas crianças, tomando suplementos com doses elevadas de vitamina A pode reduzir a febre e a diarreia causada por sarampo. Estes suplementos também podem diminuir o risco de morte em crianças com sarampo que vivem em países em desenvolvimento onde a deficiência de vitamina A é comum.

Ingestão recomendada

Recomenda-se obter os seguintes quantidades de vitamina A por dia:

Bebês: 400 microgramas (mcg ou µg) por dia até 6 meses e 500 µg até 12 meses
Crianças: 300 µg por dia até 3 anos, 400 µg por dia até 8 anos e 600 µg por dia até 13 anos
Adolescentes e adultos: 900 µg por dia para os homens de 14 anos ou mais, 700 µg por dia para as mulheres de 14 anos ou mais.
As mulheres que estão grávidas ou a amamentar: Você precisa de mais e deve perguntar ao seu médico o que é melhor para você neste caso.

Como você pode “ver”, literalmente, a vitamina A é uma vitamina importante para incluir em sua dieta, mas, como qualquer tipo de suplementação, consulte seu médico para se certificar de que você está tomando as doses corretas. Basta lembrar que você não quer ser pego com a falta de vitamina A. E se quiser um suplemento vitamínico natural e de alta qualidade, você pode encontrar aqui.

 

Quer saber mais sobre a vitamina A? Fale conosco.

 

REFERÊNCIAS:

As referências científicas estão em links espalhados pelo texto.

Post baseado em um artigo do Breaking Mucle.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s